A indústria alimentar tem uma grande responsabilidade para com os consumidores. Para poderem oferecer produtos de boa qualidade, devem realizar controlos exaustivos, incluindo o controlo de pragas. A não garantia de produtos de qualidade pode levar a problemas de saúde na população que consome estes alimentos. O controlo de pragas assume assim um carácter importante dentro desta indústria. Se você quer saber mais sobre o manejo integrado de pragas na indústria alimentícia, continue lendo.

O que é o controlo de pragas na indústria alimentar?

O Ocontrolo de pragas refere-se a essas pragas medidas e processos de controle a serem realizados sistematicamente na indústria alimentícia.  Estas medidas são levadas a cabo de modo a evite qualquer tipo de praga nas instalações. Ou seja, para evitar a presença de animais ou insetos que poderiam ser o início de uma praga. 

O que podem as pragas causar no sector alimentar?

Uma praga na indústria alimentar tem consequências negativas que podem afectar a saúde da população.

  • Os alimentos em processamento serão contaminados pela praga. Os insectos e roedores podem contaminar a alimentação de muitas maneiras. Através da saliva, a sujidade do seu corpo ou da urina são as formas mais comuns de contaminação. 
  • Perdas de produção. As espécies de pragas, sejam roedores ou insetos, podem consumir os alimentos que estão sendo processados. Ou mesmo destruir plantações ou embalagens em áreas de armazenamento.
  • Problemas de saúde pública. Se algum dos alimentos contaminados for consumido por humanos, isso pode levar a doenças.
  • Perdas económicas. A presença de pragas na indústria alimentar significa uma perda de produção e, consequentemente, uma perda económica. 

Como gerir o controlo de pragas?

Como já vimos, uma praga nas instalações da indústria alimentar tem muitas consequências negativas. Isto afecta não só o empregador, mas também o pessoal técnico e até mesmo o próximo elo da cadeia de fornecimento. Para evitar pragas, devem ser determinados métodos de controlo de pragas, bem como algumas acções preventivas. 

Aqui estão alguns passos que você deve tomar para evitar este tipo de situação.

  • Inspecciona. Uma série de inspeções periódicas deve ser realizada. Desta forma, a possível praga será apanhada no tempo e não causará grandes perdas. 
  • Acções preventivas. É necessário que, uma vez inspecionadas as instalações, sejam tomadas medidas para evitar possíveis pragas. Algumas destas acções podem incluir fechar buracos através dos quais os insectos podem entrar ou limpar continuamente para remover os detritos.
  • Identificação e análise. Se uma praga tiver sido detectada, a espécie de praga deve ser identificada e o início da praga deve ser analisado. Este é um passo importante, pois determinará como proceder com a remoção, e ajudará a prevenir infestações futuras.
  • Eliminação de pragas. Diferentes soluções terão de ser implementadas, dependendo do tipo de espécie a ser removida. Em qualquer caso, os produtos químicos devem ser evitados na medida do possível.
  • Monitoramento. Uma vez eliminada a praga, ela deve ser monitorada para garantir que não ressurja. 

Software como o
Software agrícola Cedesa
facilitar o controle digital de pragas. Com este sistema é possível monitorar, receber e processar em tempo real informações sobre as estações de controle previamente instaladas. Com esta aplicação você poderá medir os diferentes níveis de pragas e/ou doenças, a fim de realizar soluções para evitar perdas econômicas. 

 

Software Agrícola

 

Espero que este post no gestão integrada de pragas na indústria alimentar tem sido de ajuda para ti. Se você gostaria de saber mais sobre qualquer uma de nossas soluções, não hesite em entrar em contato conosco

Voltar