O PORCO 100% IBÉRICO ENTRA NA CADEIA DE BLOQUEIO

O OGrupo Operacional IBERCHAIN nasceu com o objetivo de melhoria da rastreabilidade de peças e carnes de porco 100% Ibéricas sob a aplicação do Logotipo 100% Raça Ibérica como marca de qualidade diferenciada e prossegue actualmente com a implementação do projecto intitulado “Implementação da tecnologia Blockchain na cadeia de valor da carne rotulada como Raça 100% Ibérica”. O projecto visa implementar a tecnologia Blockchain na indústria suinícola ibérica e apoiá-la através de um sistema objectivo de identificação ou discriminação racial graças ao desenvolvimento da tecnologia automatizada NIRS. Assim, este projecto procura melhorar a imagem e confiança na indústria agro-alimentar, sempre focalizada na produção de suínos relacionados com os Dehesa, através de uma diferenciação de qualidade em relação a outras carnes que abundam no mercado e que não cumprem com uma garantia de 100% de raça Ibérica.

Durante estes primeiros meses de desenvolvimento do projeto, foram analisados os requisitos do sistema de rastreabilidade utilizando Blockchain e a automatização do sistema NIRS. Seguiu-se a programação da plataforma em que foram realizados os testes de software. Além disso, para o controle automatizado da pureza racial, foram desenvolvidos automatismos para equipamentos NIRS na linha de abate e corte, enquanto modelos de calibração altamente preditivos e discriminantes foram desenvolvidos para esta tecnologia. Uma vez atingidos estes objectivos, o sistema será implementado e validado para permitir a caracterização individual de cada peça a comercializar, inicialmente para presuntos e pás e carne fresca de porcos 100% ibéricos, para garantir o correcto funcionamento do sistema e assim garantir um sistema robusto que gere confiança em todos os elos da cadeia. Desta forma, o objectivo é conseguir uma maior confiança dos consumidores, evitando a fraude nos produtos ibéricos graças à segurança e fiabilidade da tecnologia Blockchain. Posteriormente, este processo poderia ser aplicado e alargado aos cortes e outros produtos derivados de porcos 100% ibéricos, aumentando assim o âmbito do projecto.

O Grupo Operacional IBERCHAIN é liderado pela Associação Espanhola de Criadores de Suínos Ibéricos (AECERIBER), como o mais alto representante dos suinicultores ibéricos. Além disso, o Grupo Operacional possui uma das maiores cooperativas de suínos ibéricas (IBERCOM) e três das mais importantes indústrias de presunto do sector suinícola ibérico, representando 3 DDOOPP de suínos ibéricos, como a Señorío de Montanera S.L. (Badajoz), COVAP (Córdoba) e Sánchez Romero Carvajal S.A. (Huelva). Para o desenvolvimento do projecto, as empresas do sector primário têm dois parceiros tecnológicos, Cedesa Digital S.L. e Coveless, S.L., que irão desenvolver a plataforma e os automatismos. O grupo conta também com o apoio e colaboração do Centro Ibérico de I+D de Suínos (INIA), o grupo de investigação “Ingeniería de Sistemas de Producción Agro-ganaderos” da Universidade de Córdoba e Imasde Agroalimentaria, S.L., que participa como coordenador técnico do projecto. Este projecto é apoiado pela Associação Europeia para a Inovação da Produtividade Agrícola e Sustentabilidade (AEI-AGRI) e financiado no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural 2014-2020 pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) e pelo Ministério da Agricultura e Pescas, Alimentação e Ambiente.

Link: website do Grupo Iberchain

Voltar